Avança o acesso da população aos recursos da tecnologia

Duas novidades divulgadas nesta semana mostram o avanço da popularização da tecnologia - uma importante notícia para quem, como este Blog, defende a disseminação da tecnologia como forma de contribuir para o desenvolvimento do país e para a redução das discrepâncias sociais no Brasil.

Ontem, o Diário Oficial publicou a Medida Provisória nº 534, que inclui os tablets entre os beneficiários da Lei do Bem, garantindo também a estes equipamentos isenção de impostos  quando produzidos localmente, dentro do Processo Produtivo Básico (PPB).

Nos cálculos do ministro da Fazenda, Guido Mantega, publicados na Agência Brasil, o preço dos equipamentos podem ter uma redução de 31% em média, com a medida, o que contribui de forma relevante para a popularização do equipamento, um tipo de computador de mais fácil uso.

Com a medida, os tablets passam a gozar de isenção das alíquotas de PIS e Cofins quando fabricados no país. Já no caso do IPI, o imposto cai de 15% para 3%.

Outra boa notícia no sentido de ampliar o acesso dos recursos de tecnologia à população veio do governo do Estado de São Paulo. O governador Geraldo Alckmin assinou a criação da Escola Virtual de Programas Educacionais do Estado de São Paulo (Evesp), que vai oferecer 100 mil vagas de cursos de língua estrangeira para alunos da rede estadual neste ano.

A ideia é oferecer, através de videoaulas, cursos educacionais regulares, especiais e de capacitação para jovens e adultos. O projeto também vai incluir entre os beneficiários 12 mil detentos distribuídos em 100 unidades prisisonais do Estado. 

Que boas iniciativas como essa só se multipliquem!



Escrito por Tais Fuoco às 12h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Momentos em que a tecnologia não pode falhar

 

Um momento de dor tão profunda, de desespero mesmo, de caos, casas desabando, montanhas de lama e terra cedendo e levando tudo à sua volta. Não, esse não era o momento para a tecnologia falhar e deixar tantas vítimas na mão. É difícil descrever o que tem sido as imagens da região serrana do Rio de Janeiro que todos temos visto à exaustão em toda essa semana. Mas o pior de tudo é ver falhar aquilo que poderia ser uma importante ferramenta de consolo, de alerta, de pedido de socorro: a tecnologia.

A catástrofe levou junto muitos dos cabos e das estações de telefonia, isolando as vítimas e deixando familiares distantes ainda mais desesperados, sem notícias. As emissoras de TV tiveram dificuldade com os satélites, que poderiam ter facilitado as transmissões e não só servido de alerta às autoridades, como também acalmado os familiares, além de ser uma alternativa de conexão. O repórter Fernando Paiva, da revista Teletime, relatou parte da situação.

Se a tecnologia não tivesse falhado, poderíamos ter ido ainda mais além: já falamos nesse Blog das iniciativas de telemedicina de algumas cidades. Isolados na região devastada, os doentes poderiam ter tido seus exames e prontuários transmitidos pela internet para o hospital mais próximo.

De qualquer forma, se a tecnologia falha, a solidariedade humana não pode fazer o mesmo: vamos nos unir para ajudar a todos os que se tornaram vítimas dessa tragédia. A hora não é de apontar culpados ou buscar explicações, mas de nos colocar a postos para ajudar.

(A imagem acima foi extraída do portal da Agência Brasil)



Escrito por Tais Fuoco às 22h30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Ministro quer preço mais baixo para a população não só na conexão, mas também em smartphone e tablets

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo (foto), recém-empossado no cargo pela presidente Dilma Roussef, prometeu hoje exigir das operadoras que pedem redução de impsotos a contrapartida da queda dos preços para o consumidor final nas conexões à internet.

Segundo ele, em reportagem publicada há pouco na Agência Brasil, a desoneração de impostos para o acesso à internet banda larga só será feita se as operadoras garantirem redução nos preços do serviço. Bernardo afirma que já conversou com o coordenador do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), Carlos Santana, para que uma possível redução do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) só seja feita se houver garantia de benefícios aos consumidores.

“Se tirar o ICMS e as empresas não baixarem o preço, o consumidor não ganha nada, não adianta fazer desse jeito. Vamos fazer em conjunto, se tiver que tirar imposto federal, estadual, conseguir crédito, melhores condições para as empresas, nós vamos ajudar. Mas queremos que os consumidores sejam beneficiados por isso”, disse o ministro.

Mas as promessas do novo chefe da pasta das Comunicações não pararam por aí. Segundo ele, o governo também vai estudar medidas para facilitar o acesso da população a aparelhos como os smartphones (telefones celulares com funções de computador, como acesso à internet) e os tablets (computadores em forma de prancheta, como o novo iPad da Apple). “As pessoas querem estar atualizadas, principalmente a juventude, que quer ter acesso às novas tecnologias. A tendência é que esses tablets virem uma febre também no Brasil. E quanto mais barato, melhor. Significa desenvolvimento da nossa indústria, emprego, gente fazendo software pra esses equipamentos”, disse Bernardo à Agência Brasil.

Além de prometer estudar a redução nos preços dos equipamentos, na maioria importados, o ministro também declarou considerar "fundamental" continuar investindo na capacitação da população para lidar com essas novas tecnologias, o que pode contribuir para o desenvolvimento da nossa indústria de software e serviços.

Vamos acompanhar e torcer para que não sejam só promessas de um novo ministro na pasta!JóiaJóia




Escrito por Tais Fuoco às 16h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Tecnologia a serviço do bem-estar público

O verão já chegou e, com ele, uma apreensão para milhares de brasileiros: o temor das enchentes e dos deslizamentos que podem afetar suas frágeis moradias. A boa notícia, no entanto, é que a tecnologia pode ajudar - e muito - a evitar essas catástrofes que há tantos anos ofuscam o brilho da estação mais quente do ano e o clima de festas. Esta semana, dois bons exemplos dessas aplicações foram divulgados.

O governo federal, por exemplo, investiu R$ 50 milhões em um novo supercomputador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) que vai garantir maior precisão nas previsões de tempo e na antecipação de fenômenos como ventanias, tempestades, ressacas no oceano.

Segundo informações da Agência Brasil, o novo supercomputador é 250 vezes mais rápido do que o antigo. Pode fazer até 205 trilhões de cálculos por segundo, o que equivale a dizer que ele calcula em um dia o que um computador normal levaria 27 anos.

Batizado de Tupã, o supercomputador do Inpe está instalado em Cachoeira Paulista (SP), onde funciona o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (Cptec). Com a entrada do Tupã em operação, o governo afirma que o nível de detalhamento das previsões vai subir para cinco quilômetros na América do Sul e para 20 quilômetros no resto do mundo.

As previsões ambientais e de qualidade do ar terão prognósticos de maior resolução, de 15 quilômetros, com até seis dias de antecedência. Com isso, será possível prever fenômenos extremos como chuvas intensas, secas e geadas.

Também nesta semana, a Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou a criação de um centro de comando de operações que vai centralizar os dados de 30 secretarias e órgãos públicos, automatizando e agilizando a prestação de serviços à população. Eventos como o Réveillon em Copacabana, um clássico no Maracanã ou um acidente na Linha Vermelha poderão ser mais rapidamente atendidos a partir do centro, que teve a IBM Brasil como integradora.

A IBM também vai desenvolver à Prefeitura  um sistema de Previsão de Meteorologia de Alta Resolução (PMAR), que pode prever chuvas fortes com até 48 horas de antecedência. Segundo a companhia, o sistema de previsão metereológica, que entrará em operação no primeiro semestre de 2011, é o grande diferencial do Centro de Operações Rio. Ele envolve um modelo matemático unificado e exclusivo para a cidade, com a reunião de dados da bacia hidrográfica, levantamento topográfico, histórico de chuvas do município, assim como informações de satélites e radares. Ele terá a missão de prever a incidência de chuvas e possíveis enchentes.

Não é importante que a tecnologia se torne aliada da população contra esses sérios problemas das grandes metrópoles? Que venham muitos outros exemplos em 2011! Um ótimo Ano Novo a todos, com muita saúde, paz, alegrias, sucesso.

(A imagem abaixo, que mostra o Centro de Operações do Rio, foi cedida pela assessoria de imprensa da Prefeitura)




Escrito por Tais Fuoco às 11h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Estudantes são convidados a apresentar ideias para melhorar a qualidade da água

Estudantes universitários de todo o mundo estão sendo desafiados a apresentar propostas para garantir a melhoria das condições da água em nosso planeta. O Hult Global Case Challenge, em seu segundo desafio anual, vai realizar eliminatórias em cinco regiões no dia 5 de março de 2011 - Boston, San Francisco, Dubai, Londres e Shanghai. O time vencedor em cada região vai se reunir em 28 de abril em Nova York, em uma parceria com a Clinton Global Initiative que vai premiar o melhor projeto com US$ 1 milhão.

A organização norte-americana sem fins lucrativos Water.org também é parceira do desafio. Fundada pelo empreendedor Gary White e pelo ator Matt Damon, a entidade se dedica a prover água potável e saneamento básico para diversas comunidades de países em desenvolvimento da América Latina, África e Ásia.

Hoje a crise das águas não é de escassez, mas de acesso, segundo as entidades. Um bilhão de pessoas, algo como um em cada oito indivíduos em todo o mundo, não tem hoje acesso ao fornecimento de água potável. Por mais incrível que pareça, há mais pessoas no mundo com celular do que com acesso a saneamento básico. Todos os anos, a falta de acesso à água limpa provoca a morte de milhares de pessoas, enquanto deixa outras tantas com reduzida qualidade de vida.

Se você é estudante universitário, participe. O prazo de inscrição está chegando ao fim e sua ideia pode salvar vidas!Sorriso

(A foto abaixo foi extraída do site da Water.org)



Escrito por Tais Fuoco às 12h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Nova gestão: teremos avanços na inclusão digital?

Os oito anos da gestão Lula estão chegando ao fim. Com a posse da nova presidente eleita, o que podemos esperar em termos de avanço na inclusão digital e no uso da tecnologia para a melhoria da qualidade de vida da população?

No que depender das promessas de campanha da então candidata Dilma Rousseff, as perspectivas parecem boas. Dilma comemorou em seu blog a criação do Plano Nacional de Banda Larga, no final de maio deste ano, e chegou a dizer publicamente que quer ser "a presidente da inclusão digital".

Algumas outras ações do atual governo, além do Plano de Banda Larga, também permitem alimentar esperanças de que o Brasil avançará no quesito de universalização do acesso à internet. No mês passado, o governo federal informou que pretende desonerar impostos como PIS e Cofins para modems e conceder incentivos fiscais para baratear o acesso aos serviços de Internet em alta velocidade no país.

Segundo reportagem da Agência Brasil, também estão sendo trabalhadas medidas para facilitar a atuação de micro e pequenas empresas prestadoras de serviço de acesso em banda larga, como o financiamento público e a desoneração de contribuições como Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) e o Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel).

São notícias bastante animadoras, mas é claro que a esperança maior é que a nova gestão mantenha a estabilidade econômica, o crescimento do país e a redução das desigualdades para que cada habitante perceba melhorias em sua faixa de renda e, assim, nem precise de estímulos especiais para estar conectado e ter boa capacitação profissional, não é mesmo? SorrisoSorriso



Escrito por Tais Fuoco às 17h14
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Chip traz esperança de visão a deficientes visuais

Uma notícia da BBC de Londres bastante replicada entre as agências de notícias internacionais brasileiras hoje traz uma esperança aos deficientes visuais de todo o mundo: cientistas da Alemanha desenvolveram um chip que, instalado diretamente na retina do paciente, é capaz de restaurar parcialmente a visão.

Até o momento, entre os 11 pacientes que se submeteram à cirurgia para a implantação da retina eletrônica, três passaram a identificar objetos e enxergar ao seu redor, ainda que com pouco definição de cores, segundo os relatos. Diante do sucesso da experiência na Alemanha, novos testes serão feitos no próximo ano, desta vez no Reino Unido, com um grupo entre seis e 12 pessoas.

O chip ultrafino e sensível, de 3 mm de diâmetro, implantado na retina, emite estímulos aos nervos oculares da mesma forma que um olho de uma pessoa com visão normal. A técnica é considerada um avanço em relação às tentativas anteriores de se criar um "olho biônico", baseado em um transmissor acoplado a um par de óculos.

O finlandês Mikka Terho, de 44 anos, cego desde os 28 anos graças a uma retinite pigmentosa, foi um dos beneficiados com a implantação do chip. A foto dele foi reproduzida aqui a partir do site do The Independent.



Escrito por Tais Fuoco às 14h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Tecnologia ajuda deficientes a perceberem a chegada do ônibus

A Prefeitura Municipal de Porto Alegre vai conhecer hoje uma tecnologia até agora só adotada na cidade paulista de Jaú que permite a deficientes, idosos e analfabetos serem avisados com antecedência da chegada do ônibus que esperam. A mesma tecnologia permite ao motorista receber um aviso com antecedência da presença de passageiros no ponto à sua espera.

A inovação foi desenvolvida a partir da ideia do representante comercial Dácio Pedro Simões e com ajuda do professor Júlio Cesar David de Melo, do Laboratório de Sistemas Inteligentes da Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Através do sistema, batizado de DPS2000, um receptor é instalado no ônibus e utiliza ondas de radiofrequência para transmitir sinais ao transmissor, que deve estar no ponto, junto aos usuários.

Para dar início ao projeto, no ano 2000, o representante comercial conquistou apoio financeiro do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), do antigo Programa de Assistência Tecnológica (Patme), que bancou 70% dos gastos com o desenvolvimento do produto no Inatel, em Santa Rita do Sapucaí, Sul de Minas. Os outros 30% foram investidos pela Associação Comercial de Minas Gerais. 

O aparelho receptor é acionado quando o usuário aperta a tecla enter. Depois de uma saudação, o aparelho pede que o portador identifique o ônibus desejado e roda uma gravação com os números das linhas programadas em sua memória. Ao escolher a linha, o portador aperta novamente a tecla enter. O aparelho emite, então, os sinaisao receptor nos ônibus. Na parada, o usuário saberá em que ônibus embarcar porque na porta do veículo estará instalado um alto-falante que repetirá continuamente o número da linha.

A tecnologia nacional já foi patenteada. Segundo informações da Prefeitura  Municipal de Porto Alegre, o pacote pode ser adquirido por algo como R$ 1.000 - dos quais R$ 700 para o receptor e R$ 300 para o transmissor. Com ela, a qualidade de vida de deficientes visuais, idosos e analfabetos com certeza será ampliada no uso do transporte público. Uma ideia para ser divulgada!AlegreJóia 



Escrito por Tais Fuoco às 15h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Professores italianos querem criar a bolsa de valores "social"

Os professores italianos Stefano Zamagni e Luigino Bruni idealizaram a bolsa de valores voltada para ações sociais, dentro do que chamam de "economia civil", onde os recursos movimentados pelos investidores seriam reinvestidos em ações sociais.

Zamagni fez uma palestra sobre o tema na Bienal do Livro e concedeu entrevista exclusiva ao jornal Valor Econômico. "É preciso resgatar o sentido de fraternidade da Revolução Francesa, que foi abandonado, e entender que o capitalismo não vai conseguir oferecer emprego para todo mundo e tampouco trazer reconhecimento pessoal e reduzir as desigualdades", diz Zamagni na entrevista publicada hoje.

O livro "Economia Civil - eficiência, equidade, felicidade pública", dos professores italianos, foi editado no Brasil pela Editora Cidade Nova.

Não é uma boa ideia? Ajude a divulgá-la.JóiaAlegre



Escrito por Tais Fuoco às 18h05
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


'Troca com troco', uma grande ideia para estimular a reciclagem de celular

A Nokia e o Pão de Açúcar criaram uma ideia bem criativa para estimular as pessoas a devolverem seus celulares antigos e já em desuso para a reciclagem. A iniciativa foi batizada de "Troca com Troco" e permite aos usuários receberem dinheiro pelo celular velho entregue nas lojas da rede de varejo. São R$ 30 a cada aparelho da própria Nokia e R$ 15 no caso de modelos de outras marcas, dinheiro abatido na compra de um aparelho Nokia novo.

A promoção já começou e vai até o dia 19 de agosto. Para usufruir do benefício, basta levar o aparelho antigo a uma das 27 lojas participantes do Pão de Açúcar e Extra, das 12 às 21 horas. No site da promoção é possível localizar cada uma delas e saber seu endereço.

De acordo com a Nokia, o índice de brasileiros que têm o costume de levar seu celular antigo (ou as baterias e peças já inutilizadas) para reciclagem é bem baixo, perto de 2%. Já as vendas de novos celulares crescem, em média, 18% ao ano. Sentiu a gravidade do problema para o acúmulo de lixo eletrônico?

Devidamente recolhidos, esses aparelhos podem ter partes recicladas e reutilizadas sem danos ao meio ambiente. Segundo a Nokia, todos os materiais de um celular podem ser recuperados e usados para gerar energia e fabricar novos produtos. JóiaSorriso

(A imagem acima foi extraída do site sobre reciclagem da Nokia Brasil)



Escrito por Tais Fuoco às 19h56
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Amanhã começa a inscrição para novas turmas de curso de informática para deficientes visuais

A Prefeitura de Porto Alegre abre, de amanhã (26 de julho) a 5 de agosto, inscrições para novas turmas do curso de informática para deficientes visuais. Os cursos acontecerão, em duas turmas, no Centro de Capacitação Digital da Procempa na Usina do Gasômetro. Segundo a Prefeitura, as aulas começam no dia 10 de agosto para uma das turmas e no dia 12 de agosto para a outra, e terminam no dia 21 de dezembro.

O programa utilizado nessa iniciativa é o Virtual Vision, leitor de telas, fornecido por convênio firmado desde 2006 entre a Prefeitura de Porto Alegre, por meio da Secretaria Especial de Acessibilidade e Inclusão Social (Seacis), a Procempa (empresa de tecnologia da prefeitura), e a Fundação Bradesco. Com o software, a pessoa com  deficiência visual pode aprender a lidar com o sistema operacional Windows e com programas como Word e Excel, além de aprender elementos da navegação na internet e correio e eletrônico.

Se você conhece alguém que pode se beneficiar dessa iniciativa, repasse as informações. As inscrições podem ser feitas pelo telefone (51) 3289-1625, da Coordenadoria de Inclusão Social da Seacis,  ou pessoalmente, na sede da secretaria, à rua Siqueira Campos, 1.300, sala 205, 2º andar, Centro Histórico, Porto Alegre.

A Procempa realiza cursos de capacitação gratuitos para a população gaúcha desde 2005. De lá para cá, quase 18 mil pessoas já foram formadas. Hoje, além de adolescentes, os cursos de informática também beneficiam a população de terceira idade e os deficientes visuais.

(A foto acima foi feita por Cristine Rochol e extraída do site da Prefeitura Municipal de Porto Alegre)



Escrito por Tais Fuoco às 19h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


CDI tem proposta para regularizar lan houses

Fonte de acesso à internet para mais de 40% dos brasileiros, segundo as últimas estatísticas disponíveis, as lan houses carecem de profissionalização e estão, em sua maioria, na informalidade. Com isso, diminuem suas chances de sobrevivência e podem ceifar uma fonte tão importante para que a população - especialmente de regiões carentes - tenha acesso à rede mundial de computadores.

A ONG Comitê para Democratização da Informática (CDI) tem uma proposta não só para colocar na formalidade esses pontos de acesso, como para profissionalizar sua gestão e, assim, garantir renda extra ao negócio, que ganha mais chances de se manter ativo.

Segundo cálculos do CDI, devem existir no Brasil 100 mil lan houses, das quais só 10% devem estar formalizadas. O programa CDI Lan, criado por eles em parceria com o Sebrae, ajuda essas microempresas a regularizar seu funcionamento e a implantar, nas suas instalações, cursos de capacitação e até preparatório para o Enem, entre outras opções de diversificação da atividade.

O CDI quer ajudar esses empreendedores a terem na lan house um negócio sustentável, um lugar que atraia o público pela oferta de serviços e que consiga gerar renda para continuar existindo, já que é um ponto de acesso à internet para uma faixa tão grande da população.

Hoje, os lugares mais carentes do Brasil são justamente os que concentram as lan houses mais frágeis, que correm o risco de fechar em pouco tempo. Na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, por exemplo, existiam cerca de 100 lan houses em 2008 e hoje há 75. Em tão pouco tempo, 25 fecharam as portas. Vejam a imagem que abre a proposta do CDI Lan no site da ONG:



Escrito por Tais Fuoco às 19h24
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Sem muita esperança para a Tecnologia no próximo governo

Estamos a seis meses das eleições presidenciais no Brasil, mas pouco ou quase nada temos ouvido a respeito de infraestrutura tecnológica, de inclusão digital, de capacitação - fatores que poderiam colocar o País em outro patamar de desenvolvimento. Enquanto isso, a proposta de um Plano Nacional de Banda Larga, do atual governo, parece cada vez mais envolvida com meandros políticos do que com uma verdadeira vontade de fazer deslanchar a internet de alta velocidade no País a preços acessíveis a toda a população.

Em fevereiro, Dilma Rousseff foi aclamada pré-candidata do PT, o partido do atual presidente. Prometeu manter o controle sobre a inflação, a estabilidade econômica, o câmbio flutuante e, claro, os programas sociais - mas não citou avanços no acesso da população a recursos tecnológicos que lhe garantam, ao mesmo tempo, oportunidades no mercado de trabalho e informação.

Ontem foi a vez de José Serra, do PSDB, oficializar sua pré-candidatura - os dois candidatos lideram as pesquisas de opinião e pertencem aos partidos com maior chance em termos de representatividade e alianças. Serra também foi genérico, até citou uma economia verde e investimentos em infraestrutura.  Mas tudo parece bastante vago nas duas propostas.

Enquanto isso, o Plano Nacional de Banda Larga, que o governo prometeu labnçar neste mês de abril, parece fazer parte de um emaranhado político que não nos permite muito entusiasmo.  Já temos uma ideia do porquê da defesa de uma nova estatal para operar a banda larga, já sabemos de quanto foi o salto nas ações da Telebrás nos últimos anos e a quem isso interessa, e agora temos visto a aproximação de uma das teles no negócio e também sabemos o que pode resultar disso. Até o megaempresário e bilionário Eike Batista já falou em investir em banda larga. É, parece que o cenário não é dos mais promissores para que o Brasil avance em TI, sem ser pela velha e boa fórmula do empreendedorismo e da iniciativa privada...aborrecidoaborrecido



Escrito por Tais Fuoco às 18h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


World Community Grid viabiliza avanços no estudo sobre AIDS

 O projeto World Community Grid, que agrega capacidade ociosa de computadores em todo o mundo para doá-la ao mundo acadêmico, permitiu avanços na pesquisa sobre AIDS. O Instituto de Pesquisas Scripps, situado em La Jolla, Califórnia (EUA), acaba de chegar a novas conclusões sobre a doença através de estudos viabilizados por essa rede mundial de computadores.

Os avanços servirão como base para o desenvolvimento de novos medicamentos que combatam o número crescente de células de HIV. Além disto, permitirão melhorar a capacidade das drogas usadas atualmente, segundo informações passadas com exclusividade ao TI Cidadã. As descobertas foram publicadas na edição de Março do Chemical Biology and Drug Design. Os cientistas líderes do estudo localizaram dois novos compostos que provam a existência de proteções na enzima Protease do HIV, usada pelo vírus para criar novas partículas infecciosas.  

Tendo a IBM como uma das apoiadoras, a iniciativa WCG conta atualmente com a contribuição de mais de 500 mil pessoas, de 80 países, e 1,7 milhões de computadores conectados a um supercomputador que processa dados quando as máquinas estão em ‘modo de descanso’. A WCG concedeu ao Instituto de Pesquisas Scripps, nos últimos cinco anos, 107 mil anos de tempo de computação e continuará a contribuir com este projeto. Os resultados são de domínio público e disponibilizados à comunidade científica mundial.

Qualquer cidadão, inclusive você, pode participar como voluntário e contribuir com o avanço destas pesquisas. Para doar o tempo ocioso do computador para pesquisas como esta, basta acessar o endereço do WCG na web e se cadastrar, gratuitamente. Não é gratificante ver projetos como esse gerarem frutos?SorrisoSorriso

(A imagem acima foi extraída do site da WCG)



Escrito por Tais Fuoco às 09h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Mentes brilhantes em prol da inclusão digital de crianças carentes

Trezentos dos jovens universitários mais brilhantes em todo o mundo vão participar de uma disputa, a partir deste mês de março, pelo melhor projeto que inclua digitalmente 2 bilhões de crianças de países em desenvolvimento hoje com pouco ou nenhum acesso à educação e à tecnologia em suas vidas.

Trata-se do primeiro Global Case Challenge (GCC), com disputas simultâneas em quatro localidades (Boston, Londres, Dubai e Shanghai) para resolver um problema real e apresentar estratégias criativas a líderes de grandes companhias mundiais como IBM, Philips e BAE Systems. A organização One Laptop per Child (OLPC), idealizada pelo pesquisador Nicholas Negroponte, do Massachusetts Institute of Technology (MIT), se comprometeu a implantar projetos com as ideias vencedoras.

Participarão da disputa estudantes de graduação e cursos de MBA de escolas como Harvard Business School, Tepper School of Business at Carnegie Mellon, Columbia Business School, The Wharton School of the University of Pennsylvania, the Rotman School of Management at University of Toronto, the Richard Ivey School of Business at Western University, INSEAD e American University of Sharjah.

"O que diferencia essa competição das demais não é só seu apelo internacional, mas o impacto social que o projeto terá para as crianças e para a educação", afirmou Ahmad Ashkar, co-foundador e Presidente da Hult Consulting Club  (uma das parceiras do projeto), em material distribuído à imprensa.  

Como estou cadastrada no site da Global Case Challenge, poderei dar mais detalhes da evolução do projeto daqui para a frente. Aguardem.

(A imagem acima foi extraída do site da organização OLPC)



Escrito por Tais Fuoco às 18h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
Sobre a autora
Tais Fuoco é jornalista, paulista, neta de italianos e se apaixonou por tecnologia da informação (TI) depois de cobrir o setor por 10 anos. Admira as ações de responsabilidade social que hoje a TI permite. As novas ramificações do uso da tecnologia, como a Biotecnologia, também lhe interessam, assim como o voluntariado e todas as ações para fazer do ambiente corporativo algo mais saudável e construtivo. Seu sobrenome, "fuoco", vem do italiano fogo, paixão.

Sobre o blog
Este é um espaço para falar de iniciativas de responsabilidade social na área de TI e Comunicações. Blog que aborda o uso da TI em prol da inclusão digital, da formação profissional e das ciências da vida, como a Biotecnologia.

Histórico


Outros sites